website statistics

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Aamir Khan

Ao criar este blog, a sua autora comprometeu-se consigo mesma a usar linguagem o mais correcta possível, com poucos estrangeirismos ou expressões familiares, e a apresentar filmes de forma transparente, tentando não ser muito parcial.
Como tal, e de forma a avançar nos posts rapidamente, há que fazer uma purga inicial, uma purga chamada Aamir Khan.
Lamentavelmente, a autora do blog tem uma... admiração pelo actor e produtor Aamir Khan um pouco desequilibrada quando comparada com os restantes participantes nessa grande indústria que é Bollywood. Passo então a apresentar três filmes que decerto agradarão a mais leitores e que, para quem não viu, recomendo vivamente.


Lagaan
Lançado em 2001, Lagaan foi editado em Portugal com o título Era Uma Vez na Índia e chegou a estar em exibição no cinema.
Passado nos tempos do império britânico na Índia (temática recorrente nos filmes de Aamir Khan), conta como, por mesquinhez, um oficial inglês chantageia o marajá indicando que vai aumentar o imposto sobre os cereais ("lagaan") a não ser que este coma uma refeição com carne. O marajá, por motivos religiosos, indica que não o pode fazer. Segue-se então um desafio para um duelo de criquete (desporto nacional paquistanês e indiano) entre camponeses e ingleses, sendo que os primeiros são treinados pela irmã apaixonada do oficial inglês.

Este filme tem tudo: um triângulo amoroso, alegorias mitológicas, aquela que considero ser uma das melhores sequências de dança do cinema moderno, protagonizada pela adorável Gracy Singh, e a defesa da honra como sendo um valor imprescindível. Ah, e não esqueçamos as cerca de duas horas de criquete, óptimo para aprendermos como a regras.


Mangal Pandey
Senhores, este filme é para vocês. Para começar, não há muito bailarico.
Há algum, mas é meramente acessório.
Mangal Pandey existiu mesmo, e morreu em 1857, no seguimento daquilo a que os ingleses chamaram "motim" e os indianos "guerra pela independência".
Inicialmente, Mangal faz parte do exército chefiado pelos ingleses.
No entanto, ao longo do filme vai havendo uma sequência de eventos que leva a um aumento da sensação de revolta contra os ingleses, começando pela forma como tratam as mulheres - é memorável o momento em que Rani Mukherjee diz "Nós vendemos-lhes o nosso corpo, mas vocês vendem a vossa alma" aos soldados indianos.

O culminar dá-se quando os soldados indianos descobrem horrorizados que as suas munições foram barradas com gordura animal, o que é intolerável tanto para hindus como para muçulmanos. E instala-se a revolta. Deixem-me que vos diga, é maravilhoso para um vegetariano ver um filme destes!

Pelo caminho, vemos um oficial britânico, o capitão William Gordon, salvar uma viúva da "sati" (basicamente, o lançamento da viúva para a pira funerária do marido) e apaixonar-se por ela. E sim, há cena de beijos e cama, ainda que muito subtilmente.

Como devem imaginar, o filme acaba mal para Pandey e bem para a independência da Índia.


Rang De Basanti
Lançado internacionalmente com o título "Paint it Yellow", este filme culmina com um sacrifício. O amarelo, li algures, é uma cor associada ao martírio. Já dá para imaginar onde isto leva...

Um grupo de amigos é abordado por uma realizadora inglesa para desempenhar papéis de personagens que, inicialmente, nada lhes dizem. A juventude só quer saber de bhangra e não tem interesse naqueles que em tempos lutaram pela independência. Pelo menos até perceberem que a Índia é ainda um país dependente, mas da corrupção.

Tal como Lagaan, também este filme foi nomeado para um Óscar e recebeu vários prémios.
Em qualquer uma destas obras podemos deixar estar a "suspensão da descrença" porque os actores são realmente bons e muito credíveis. Já agora, olho aberto para Kunal Kapoor.

Aamir Khan faz questão de participar na produção dos seus filmes, trabalhar com bons actores (por oposição a populares mas que não sabem representar) e trabalhar devagar. Um filme de cada vez.

2 comments:

Anônimo disse...

Irmã! Estou contigo! Eu derreto quando vejo o Aamir Khan... E tanto talento, também!

Linus

tele_barbie disse...

Então tá decidido, vou fazer um Aamir Khan pack com os filmes que tenho aí e mandar para tu veres :P Renhau!

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens