website statistics

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Hum Dil De Chuke Sanam























Espero que 2009 seja realmente o ano da Índia. Ou no mínimo do cinema indiano.
Agora que Slumdog Millionaire ganhou uma data de Óscares, espero sinceramente que mais ocidentais se interessem pela cultura cinematográfica indiana. Assim passaria a haver mais filmes à venda!

Hum Dil De Chuke Sanam (ou na versão inglesa, Straight From the Heart) foi lançado em 1999 e partiu de uma ideia de um fã do realizador Sanjay Leela Bhansali (o mesmo de Devdas, Black ou Saawariya).

Acompanhado de uma banda-sonora soberba composta por Ismail Darbar (que voltou a trabalhar com Bhansali em Devdas), Hum Dil De Chuke Sanam tem como actriz principal Aishwarya Rai (e se há filme que explora a magnitude da beleza hipnotizante de Aish, é este).

Aishwarya tem o papel de Nandini, uma jovem musicalmente dotada que se apaixona por Sameer (Salman Khan), que viaja da Itália até à Índia para estudar música com o pai dela.
Sim, pode dizer-se que eles fazem sweet music together.

Sameer é o primeiro amor de Nandini. Pouco tradicional, este rockeiro descarado com pinta de rebelde tem tudo para agradar à bem comportada Nandini (pelo menos dentro da lógica de que os opostos se atraem).

Mas os seus planos de futuro são logrados quando entra em cena Vanraj (Ajay Devgan), que se apaixona por Nandini à primeira vista (mas isso acontece?) e a escolhe como esposa.
Infelizmente Sameer não faz nada para impedir o enlace e Nandini e Vanraj acabam mesmo por casar.

Coloca-se a questão: como irá Vanraj lidar com o facto de a sua mulher continuar apaixonada por outro? Eu sei mas não vou contar!

Hum Dil De Chuke Sanam é um filme super romântico, embora algo moralizante. É recorrente no cinema Bollywood a ideia de que mesmo que casemos por obrigação, o amor há-de vir com o tempo. E isso não é bem assim.

Por outro lado, também é verdade que nem sempre grandes paixões dão grandes casamentos.

Como fã incondicional de Bhansali, vejo neste filme as marcas inequívocas do realizador: cenários absolutamente arrebatadores, cenas musicais que não nos saem da cabeça, e paixões maiores do que a vida (eu sei que é um anglicismo mas é mesmo assim).

Vejo também Hum Dil De Chuke Sanam como um protótipo do magnífico (ou como alguns dirão, exagerado) Devdas, que leva todas as características que mencionei anteriormente ao extremo.

Outra coisa engraçada neste filme é que na altura Aishwarya e Salman Khan eram namorados e a química entre eles parece saltar do ecrã. Quase que nos sentimos a mais.

Aqui fica um vídeo que atesta a boa realização, a excelente música e Aishwarya-exploitation de que falei.

6 comments:

Jules disse...

Certamente que vou assistir a este filme! Também sou fã de Bhansali e qualquer coisa relacionada me parece interessante.
Embora não goste muito de Salman Khan, ele tem boas atuações.
Veremos! :D

arleqvino disse...

..sequência muito fofa..

Carol disse...

Ler a palavra "Bhansali" já me desanima D:

barbie-o disse...

Poissss...

Carol disse...

Engraçado que detesto Bhansali e adorei este filme. Grande parte da culpa é do Senhor Devgan!

barbie-o disse...

Eu gosto do filme até à parte em que ela e o marido vão a Itália. A partir daí... zzzzzzzzzzz.

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens