website statistics

domingo, 12 de abril de 2009

Videsh
- Heaven on Earth

A vossa atenção, por favor, este é capaz de ser o filme mais bonito mencionado neste blog até ao momento.

Tendo ficado apaixonada pelo cartaz maravilhoso tipo pintura mexicana de Heaven on Earth, achei que tinha de ver o filme. Ainda por cima com Preity Zinta, a verdadeira princesa do cinema indiano, que aqui abandona as lides do cinema comercial.

Heaven on Earth conta uma história como muitas que conhecemos, seja pessoalmente ou através de filmes, sobre uma rapariga indiana que é enviada para o estrangeiro (Canadá, neste caso) para casar com um rapaz que não conhece e viver com a família dele sob o jugo matriarcal da nova sogra.

A sogra deste filme é ciumenta e manipuladora e faz tudo para que Chand, assim se chama a personagem principal, não lhe "roube" o seu rico filho. Filho esse que espanca a mulher na sala de estar, na cozinha, no quarto, sempre com a conivência do resto da família.

Como se não bastasse a violência física, Chand, que é licenciada, é enviada pelo marido, um machista ignorante e revoltado com a vida, para trabalhar numa fábrica onde lhe dizem que o seu salário será entregue directamente a ele.

Vendo recusados os seus repetidos pedidos para telefonar para casa para falar com os pais, Chand, amante das suas leituras e do mimo materno que lhe foram tirados, conforta-se a si própria fantasiando com o carinho da mãe.

Mas nem tudo é mau. Não sei se já ouviram falar de histórias em que espíritos ou animais tomam a forma humana e se apaixonam por pessoas.
Pois bem, numa tentativa falhada de conquistar o amor do marido através de uma poção "mágica", Chand acaba por atrair até si uma cobra apaixonada que assume a forma do seu marido e lhe dá toda a ternura, compreensão e respeito que ela merece. Sim, pode parecer fantasioso, mas para quem acredita no amor é só mesmo o amor que interessa.

Apesar da realizadora Deepa Mehta dizer que não, este filme deve ter semelhanças com Provoked (que ainda não vi) nem que seja por abordar as questões da imigração e da violência conjugal silenciosa entre as comunidades do sudeste asiático.
Fiquei também com vontade de ver Paheli, que relata uma situação parecida (um espírito que se apaixona por uma mulher) mas Bollywood-style.

Recomendadíssimo!

2 comments:

Jules disse...

Super interessante. Vou procurar.
Aliás, recomendo Provoked E Paheli. Muito bons MESMO.
E Paheli é tão bonitinho-inho... adoro fantasia. Recomendo ;)

barbarella disse...

Paheli eu quero mesmo ver, mas quanto ao Provoked já sei que vou chorar :(

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens