website statistics

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Blue

Será isto um sinal óbvio do Apocalipse em jeito de sonho molhado gay?
Refiro-me, claro está, ao vídeo de Chiggy Wiggy em que vemos a diva australiana Kylie Minogue a dançar com o quebra-corações Akshay Kumar.

Meus caros, este é o primeiro single da banda-sonora do filme Blue, realizado por Anthony D'Souza com o já referido Akshay Kumar, Katrina Kaif e Sanjay Dutt.

O álbum foi composto por AR Rahman (que nesta faixa trabalhou com Kylie Minogue) e foi hoje lançado nos EUA, no Canadá e no Reino Unido, prometendo trazer ainda mais visibilidade ao genial AR Rahman lá para as bandas dos anglo-saxónicos.
Pessoalmente, não gostei, mas vai daí que eu também não gostei da coloboração de Rahman com as Pussycat Dolls. Acho-o demasiado bom para este tipo de música e para estas cantoras pop que vocalmente ficam muito aquém das habituais cantoras de playback do cinema indiano.

10 comments:

Ibirá Machado disse...

É, eu também diria que Rahman e tais americanoides não combinam, mas como qualquer manifestação cultural é sempre resultado das eternas misturas humanas, então fazer o quê, né...

barbie-o disse...

O mais hilário era que estava um comentário no Youtube que dizia que esta era das mulheres músicas da Kylie. Oi?

Kuka disse...

"Sinal óbvio do Apocalipse em jeito de sonho molhado gay" =D
Barb, nem eu conseguiria descrever melhor esta música. De facto concordo c vcs, é puro desperdício de talento do Rahman... e eu k nunca gostei de remixes e afins. Nem comento a colab c as pussycat dolls... :-S

Ibirá Machado disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA, desculpa, mas não sei se acho mais hilário acharem essa música a melhor da Kilie, ou você trocando "melhores" por "mulheres"!!! Hahahahah, dei muita risada aqui.... :D

barbie-o disse...

Aaaaah! Ibirá, que gozação é essa? O TZP não te ensinou a não brincar com a dislexia dos outros?

Ibirá Machado disse...

Hahahaha, ensinou, ensinou! ;)

Mas eu acho que nesse caso não é dislexia, deve mais ter a ver com o ataque ao feminino que essas aí talvez provoquem em você internamente, coisas assim... hahaha... nada que Freud, ou Lacan, ou Jung, ou quem seja, não possa explicar ;)

barbie-o disse...

Ei... o que é que isso quer dizer exatamente?

(PS - olha como eu já uso o acordo ortográfico ainda que não esteja em vigor ainda cá em Pt)

Ibirá Machado disse...

Ai, mas eu não sou nenhum dos três nomes citados pra explicar... hehe... brincadeira, como eu sei que você "luta" pela defesa da mulher (não digo que é feminista, pois não gosto do termo), ao ver mulheres como essas (que se vulgarizam?...), o seu feminino é atacado internamente e você então revolta-se contrariamente. Mas não ligue pra isso e nem acredite em mim. Sou apenas um filho de pai psiquiatra e mãe psicóloga e que frequenta um curso de Cinesiologia Junguiana às quartas-feiras.

No mais, dou risada de trocas engraçadas, pois caso contrário o mundo ficaria muito sem graça ;)

(Sim! Eu já tinha percebido em outras ocasiões, a não ser que tenha sido coincidência... acho muito justo! Pra mim, que me esforço menos, minhas ideias ainda querem por vezes serem acentuadas...)

barbie-o disse...

Ah! Sim, é isso que eu penso e é assim que eu reajo. Mas depois há uma parte de mim que pensa "O problema é delas..."

Ibirá Machado disse...

E é delas mesmo. O mais importante é nós, individualmente, sermos a diferença. E ponto. E viva Gandhi! :D

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens