website statistics

domingo, 18 de outubro de 2009

Feliz Diwali!

Alguns leitores enviaram-nos mensagens a desejar um feliz Diwali e nós queremos retribuir. Embora nenhum dos autores do Grand Masala professe a fé hindu, esta é uma altura do ano de que gostamos muito.

Fica aqui o artigo da Wikipédia sobre o Diwali para quem quiser saber mais:

O Diwali (também transcrito do Deepavali ou Deepawali) é uma festa religiosa hindu, conhecida também como o festival das luzes. Durante o Diwali, celebrado uma vez ao ano, as pessoas estreiam roupas novas, dividem doces e estouram rojões e fogos de artifício. Este festival celebra o assassinato de Narakasura, o que converte o Diwali num evento religioso que simboliza a destruição das forças do mal.

O Diwali é um grande feriado indiano, e um importante festival para o hinduísmo, o sikhismo, o budismo e o jainismo. Muitas lendas são associados a Diwali. O feriado é atualmente comemorado pelos hindus, sikhs e jains em todo o mundo como o festival das luzes, onde as luzes ou lâmpadas significam a vitória do bem sobre o mal dentro de cada ser humano. Diwali é comemorado no primeiro dia do mês lunar Kartika, que ocorre no mês de outubro ou novembro.

Em muitas partes da Índia, é o Baile do Rei Rama de Ayodhya,que após 14 anos de exílio na floresta derrotou o mal Ravana. O povo de Ayodhya (a capital do seu reino) congratulou-se com Rama por iluminação em fileiras (avali) das lâmpadas (Deepa), dando assim o seu nome: Deepavali. Esta palavra, em devido tempo, se tornou Diwali em hindi. Mas, no sul indiano em algumas línguas, a palavra não sofreu qualquer alteração e, portanto, o festival é chamado Deepavali no sul da Índia. Existem várias observâncias do feriado em toda a Índia.

O Jainismo Diwali é marcado como o nirvana do Lord Mahavira, que ocorreu em 15 de outubro, 527 aC.

Entre os sikhs, o Diwali veio a ter significado especial a partir do dia ao qual houve o retorno a cidade de Amritsar do iluminado Guru Hargobind (1595-1644), que havia sido detido no Forte em Gwalior sob as ordens do imperador Mughal, Jahangir (1570-1627). Como o sexto Guru (professor), do Sikhismo, Guru Hargobind Ji, foi libertado da prisão - juntamente com 53 hindus Kings (que eram mantidos como prisioneiros políticos) a quem o Guru havia organizado sua libertação. Após a sua libertação ele foi para o Darbar Sahib (Templo Dourado) na cidade santa de Amritsar, onde foi saudado pelo povo com tamanha felicidade que acenderam velas e diyas para cumprimentar o Guru. Devido a isto, sikhs referem frequentemente que Diwali também como BANDI Chhorh Divas - "o dia da libertação dos detidos".

O festival também é comemorado pelos budistas do Nepal, especialmente os Newar budistas.

Na Índia, o Diwali é hoje considerado um festival nacional quanto ao aspecto estético, entretanto, é usufruído pelos hindus, independentemente da fé.

Cliquem aqui para ver a programação da celebração de Diwali no templo Radha Krishna, em Lisboa.

6 comments:

Gustavo Cunha disse...

Happi Diwali: http://bit.ly/3K4NFl

Já agora, não deixem de ver um breve discurso do Presidente Obama sobre esta ocasião: http://bit.ly/mEDCk.

Harih Om,
Gustavo

barbie-o disse...

Viva, Gustavo!

Obrigada pelos links, já vi o discurso do presidente, esteve bem.

Ibirá Machado disse...

Diwali Mubarak :)

barbie-o disse...

Filho, enquanto eu não aprender a falar Hindi não percebo o que tu dizes :P

Mas Diwali Mubarak para ti tb!

Ibirá Machado disse...

Mamãezinha, é apenas uma expressão, nem eu sei o que significa. Só sei que se diz isso :D

barbie-o disse...

Ahahahahahaahah!! És o máximo :D

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens