website statistics

sexta-feira, 19 de março de 2010

Azhagiya Tamilmagan

Guru no meio das flores
Há muito, muito tempo que queria ver este filme e finalmente consegui. A culpa é (novamente) de AR Rahman, o génio criativo por trás da impecável banda-sonora de Azhagiya Tamilmagan.
aqui tinha falado dela, referindo na altura o quanto a faixa Valayapatti é absolutamente brilhante.

Azhagiya Tamilmagan é a primeira longa-metragem do realizador tamil Bharathan e tem no papel principal o imensamente popular actor (e outrora cantor) Vijay. Ele é capaz de ser o equivalente tamil ao actor de Bollywood Shah Rukh Khan.
Entra em milhares de filmes e a sua cara está por todo o lado se pesquisarmos sites sobre Kollywood. Está até no saco da loja onde comprei o filme, eheh!

Adiante.

Azhagiya Tamilmagan retoma um tema já muito explorado pelo cinema indiano, o da dupla identidade. Habitualmente vemos filmes sobre gémeos separados à nascença que se reencontram mais tarde. Em ATM há dois rapazes fisicamente iguais - Guru (o bom) e Prasad (o mau) - mas que não são irmãos. Ou se calhar até são mas o realizador esqueceu-se de explicar esta semelhança.

Prasad tem muito jeito com as senhoras
Este é um daqueles filmes em que temos de activar a suspensão da descrença e pô-la no máximo. Tem cenas de porrada com acrobacias em pleno voo, insectos criados por computador, pessoas com capacidades extra-sensoriais e um final deus ex machina completamente absurdo. Tirando isso, tudo o resto resulta.

A história é coerente (ainda que um pouco previsível).

Shriya conquista a sogra
Guru (o bom ) apaixona-se por Shriya e ambos decidem casar. Há alguma oposição por parte das famílias mas nada de mais. Guru tem então um acidente e fica hospitalizado. Durante esse período, o seu lugar é usurpado por Prasad (o mau), que se infiltra na família - e nos negócios - de Shriya.

Quando Guru regressa tem de provar que é o verdadeiro Guru e desmascarar o vilão. Será que consegue? Claro que sim, mas a custo.

Ao longo das suas quase três horas de duração, Azhagiya Tamilmagan oferece-nos momentos de aventura, romance e muita comédia. O herói e o vilão são igualmente adoráveis e engraçados com a sua pinta de malandro gingão.

Só é pena que o realizador não tenha sabido gerir melhor a duração do filme. O regresso de Guru e as suas tentativas de provar a sua verdadeira identidade demoram o que parece ser uma eternidade, fazendo com que o filme se torne cansativo para o espectador. E o final apressado também não ajuda.

A ex-actriz porno Shakeela faz um cameo
Numa das críticas que li sobre este filme - na verdade acho que foi um comentário num fórum -, o autor escrevia que a banda-sonora fazia antecipar um filme com muita classe, e que quando ATM foi finalmente lançado os espectadores ficaram desiludidos. E não posso dizer que não tenha sentido o mesmo.

2 comments:

Ibirá Machado disse...

Ah, mas você sabe vender bem seu peixe, Barbs. Ops, a sua masala. Vou te contratar pra ser minha vendedora (de que ainda não sei), topas? :D

E essa dança aí é tão super Kollywood! \o/

barbie-o disse...

Eu topo!

Super Kollywood, não é? Amei!

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens