sábado, 19 de março de 2011

O cinema bengali

Cartaz de Bish (2009)
Temos escrito sobre alguns filmes bengali (e vamos voltar a fazê-lo brevemente) mas nunca nos debruçámos sobre esta questão do que é o cinema bengali.

A língua Bengali é maioritariamente falada no estado indiano de Bengala Ocidental (cuja capital é Calcutá) e no Bangladesh, o país que após a independência da Índia se tornou parte do Paquistão (chamava-se Paquistão Oriental) e que, antes do domínio inglês, fazia parte do Reino de Bangala (que incluía Bengala Ocidental).

O cinema produzido em Bengala Ocidental é conhecido mundialmente devido principalmente aos filmes de Satyajit Ray e ainda hoje é visto como orientado para as elites intelectuais. A realizadora bengali mais popular fora da Índia é sem dúvida Aparna Sen, que, a par com a sua filha Konkona Sen Sharma e com o actor Rahul Bose, tem criado filmes comercialmente bem sucedidos e, ao mesmo tempo, de boa qualidade.

Já o cinema produzido no Bangladesh tem uma grande vertente comercial e de baixo orçamento e fraca qualidade, com cenas de pancadaria e pronografia à mistura. Para quem gosta de série-B, está aqui um nicho!

Cartazes de Banglar King Kong (2010)
No entanto, o Bangladesh também produz filmes de qualidade, digamos assim, sendo presença assídua em festivais de cinema internacionais.

Teoricamente, os filmes de Bengala Ocidental e do Bangladesh não têm permissões para atravessar a fronteira (ou seja, um filme feito em Bengala Ocidental não é exibido no Bangladesh e vice-versa), mas isso é um problema que a pirataria e a internet têm resolvido facilmente.

Da minha parte, estou com alguma vontade (contida) de pôr as mãos num destes filmes mauzitos made in Bangladesh. Alguém arranja?

2 comments:

Juzé disse...

Boa explicção! Bom trabalho!

barbie-o disse...

Obrigada! Toda esta questão me fazia alguma confusão, então ontem decidi investigar.

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens