website statistics

domingo, 13 de março de 2011

Talash

Confesso aqui e agora que comprei uma cópia de Talash por duas razões apenas: a presença de Helen num maravilhoso número de cabaret (ver vídeo abaixo) e a capa do DVD particularmente elegante concebida pela Shemaroo.

Filme indiano típico da época em que foi feito - 1969 -, Talash é pautado por momentos de humor ligeiro, coreografias animadas, cenários coloridos e arrojados (a esse propósito, vide o post que o camarada Bollywood Deewana escreveu), e penteados com muita, muita laca. O guarda-roupa, principalmente o feminino, é também um regalo para os olhos.

A nível do enredo propriamente dito, Talash não é tão arrojado quanto isso. Vejamos: Raj Kumar (Rajendra Kumar), um jovem trabalhador administrativo que anseia por um emprego mais estimulante e bem-pago, conhece uma jovem aldeã das montanhas por quem se apaixona e a quem jura fidelidade eterna.


De volta à cidade e ao emprego, conhece a glamorosa e sofisticada filha do patrão, uma herdeira rica e viajada que se esforça por seduzi-lo a todo o custo. E o dilema de Raj é resistir à tentação e manter a sua palavra para com a aldeã.

Usando um artifício típico do cinema indiano e que muito me aborrece, ambas as personagens - Gauri, a aldeã, e Madhu, a filha do patrão - são interpretadas por Sharmila Tagore.
E, previsivelmente, são ambas a mesma pessoa, ou seja, no final do filme é revelado que Madhu "criou" a persona Gauri para testar a honestidade de Raj.

Desta forma, a questão da traição acaba por ser anulada, uma vez que ambas as mulheres são a mesma pessoa. Sem dúvida que é uma forma ligeira de tratar um assunto que, de outra forma (i.e. envolvendo um triângulo amoroso de facto) seria difícil de encaixar num filme para a família.

Paralelamente à narrativa principal, acompanhamos o romance proibido (mas triunfante!) da artista de cabaret Rita (desempenhada pela icónica Helen) e do seu admirador Lachchu (interpretado pelo próprio realizador do filme, O.P. Ralhan).

Foto emprestada do blog Music From the Third Floor

Como disse no início,  a capa do DVD e as cenas com Helen foram o que me fizeram comprar o filme e, daqui a uns anos, serão provavelmente as únicas recordações que terei deste Talash. Realmente os cenários e a banda-sonora (composta por S.D. Burman) são muito bons, mas a fraquíssima qualidade da interpretação de Sharmila Tagore (que aparentemente só sabe bater a pestana e desempenha sempre a mesma personagem) e o enredo pouco interessante acabam por anular um pouco o efeito "Uau!" que o filme poderia causar.

Fica então o vídeo-teaser de Karle Pyar Karle, música cantada magistralmente pela diva Asha Bhosle, cuja voz ajudou a imortalizar o rebolado sedutor da Srª Helen. Nós amamos!

2 comments:

Carol disse...

Rajendra Kumar! Se eu me interessasse por ver este filme, acho que ele seria um dos motivos mais importantes. Percebam só a classe do homem na foto com Sharmila.

Até hoje, ainda não vi um papel que eu tenha gostado da Sharmila em Bollywood. Depois do seu comentário, estou passando a acreditar que nunca acharei nada muito bom dela :(

Olha a Helen carnavalesca! Estava linda no fim do vídeo *-*

E já temos mais uma música que me faz pensar "Quem conseguiria cantar isto, além de Asha? Queeeeeem?".

barbie-o disse...

Rajendra = classe.
Sharmila = zzzzzzzzzzz...

Eu penso exatamente o mesmo da canção, só a Asha mesmo!

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens