sexta-feira, 16 de setembro de 2011

A loja Ayur

Em Lisboa, a oferta de produtos étnicos, alimentícios e outros sempre se concentrou na zona do Martim Moniz e Baixa Pombalina. Por estas bandas, quem quisesse experimentar especiarias, molhos, grãos, arrozes, que não os tradicionais mediterrânicos, ou contava que algum amigo fosse a capitais mais multiculturais, como Londres ou Paris, ou ia ao Martim Moniz e ponto final.

Entretanto, com a moda dos produtos gourmets apareceram novos espaços – apetitosos, mas demasiado caros –, assim como corredores de comida ‘alternativa’ e internacional nos hipermercados conhecidos. Assim, a oferta é cada vez maior, apesar de ainda muito concentrada em Lisboa e no Porto.

Todavia, para contrariar o ‘ah, isso só em Lisboa!’ descobrimos - no centro de Lisboa, assim como online – a Ayur, uma mercearia muito catita de produtos Ingleses, Asiáticos e Ayurvédicos.

No nº34 A da Avenida Visconde Valmor encontramos ao balcão a Sr.ª Pragna. Confesso-vos já que se todos os lojistas deste país fossem tão prestáveis e atenciosos como a Sr.ª Pragna, fazer compras tornar-se-ia um prazer. Para além de extremamente solícita, a Sr.ª Pragna não se coíbe de partilhar da sua experiência culinária e, prontamente, nos diz o que é, a que sabe, para que serve e como se faz. Aqui há uns tempos fui lá à procura de chá Chai Masala (chá preto combinado com especiarias, fantástico se servido bem quente, com açúcar e leite); fiquei logo a saber quais as especiarias que compõem o chá - cárdomo, pimenta-preta, canela, gengibre e cravinho – e como fazê-lo em casa. Porém, apesar do valioso parecer, foi mais fácil tirar da prateleira de cima a embalagem da mistura de especiarias já pronta!

Em conversa com a Sr.ª Pragna fiquei a saber que de Moçambique, passando por Londres, a família chega a Portugal e cedo percebe a falta que faz um negócio assim. Desta forma, começam a importar não só produtos asiáticos e do Médio Oriente, como produtos ingleses – o que é uma delícia, pensar que temos aqui à mão Horlikcs, Marmite, todas as marcas de bolachas e chocolates que me enchiam os olhos em Londres, as latas de Dr. Pepper, Cherry Cola e Old Jamaica Ginger Beer, chutneys e pickles de todo o tipo, assim como combinações fantásticas de molhos, incluindo aquele que tem honras de ser o molho mais picante do mundo, Dave's Ghost Pepper Naga Jolokia. Percebemos assim porque é que, entre muitos outros, os Ingleses de Cascais são visita frequente deste espaço.

Para além dos produtos de importação bretã, destaco sobretudo os produtos de origem asiática. Quem é fã destes sabores encontra aqui um pequeno paraíso. Neste reino imperam as especiarias e sementes, com especial incidência nas da cozinha indiana (há coisas tão estranhas como sementes de Alcaravia, de Nigella ou de Papoila Azul, raíz de Curcuma, Mangostão seco), assim como as combinações de temperos para pratos tipo Masala, Biryani, Jalfrezi, Bhaji, Chhole ou Tikka e de especiarias pré-preparadas para pratos goeses tipo Chacuti, Vindalho, Sarapatel ou Balchão. Os amantes da cozinha tailandesa também encontram aqui com que se deliciar; há várias marcas de Red/Green Curry Paste, assim como molhos Satay, Suki, conservas de Erva-Príncipe e outras coisas boas.

Salvaguardo ainda que aqui encontrarão, para além das tradicionais leguminosas, dez a doze referências de lentilhas (a minha perdição), assim como feijões de nomes estranhos e arrozes de vários tipos e origens.
Para além de géneros alimentares asiáticos (a China e o Japão também estão representados), a Ayur dispõe de uma linha de produtos baseados nos princípios básicos da Ayurveda – filosofia indiana de saúde e bem-estar, um dos mais antigos sistemas medicinais. A partir de parcerias com alguns médicos, esta pequena loja promove a Ayurveda e os benefícios dos produtos desenvolvidos sobre estes princípios.

Desta feita, ao visitar a Ayur, sobretudo depois de dois dedos de conversa com a Sr.ª Pragna, ficamos com a ideia de que esta pequena loja é um projecto em movimento. Advinham-se várias colaborações (desvendo já futuros workshops de cozinha vegetariana), assim como outras ideias que ganharão vida num futuro próximo, desde a importação de novos produtos (como a micro-proteína vegetariana Quorn), até à degustação de chá no espaço da loja.
Todavia, ressalvo a verdadeira importância deste projecto – o seu espaço online; a partir do site www.ayur.com.pt, não só os lisboetas, mas todo o país tem acesso a produtos de outras partes do mundo, bem como a receitas da cozinha da Sr.ª Pragna!
Desafio-vos agora a espreitar a última entrada, Baingan Bartha, um prato vegetariano feito de beringelas… humm… com água na boca, despeço-me - cozinha aqui vou eu!

[texto da nossa amiga Renata C.]

0 comments:

Related Posts with Thumbnails
 
Template by suckmylolly.com - background image by mjmj lemmens